domingo, 10 de abril de 2011

. . .



Você havia me pedido para não te abandonar...
Eu prometi, eu tentei cumprir e não te perder...
Mas já não sei se é realmente o 
que deve ser feito, se é essa a maior
vontade existente em nosso ser...
dentro de você.

Fujo para o passado e começo a lembrar.
Momentos, ações, declarações... sentimento.
Perco tempo pensando e quando volto
ao presente eu vejo, tão claro...
tudo mudou, estamos em outro momento.

Sinto um aperto muito grande em meu coração.
Não posso explicar a dor, a estranha e
fria sensação.

Sinto vontade de chorar e de repente
ter uma fórmula mágica de fazer tudo
voltar como era antigamente...

Eu não queria te ver ir assim...
aos poucos, se dilacerando por inteira.
Eu não queria que termine,
pois o que vivemos hoje não é brincadeira...

Mas promessa é dívida, e eu prometi e
continuarei a te amar e tentar cumprir até o
dia em que você decidir de vez partir...

Nenhum comentário:

Postar um comentário