quinta-feira, 28 de abril de 2011

Sonhar . . .







SENTIR toda a emoção reprimida
ressentida,
louca,
oprimida,
da alegria,
da paixão,
do sentir do coração…
Deixar livre a criança neste universo interior…
Deixar-se invadir plena e total
de desejos,
suavidade,
carinho e amor…

Deixar-se VIVER a insensatez da realidade!
A tristeza assumida diante dos fatos!
Chorar toda a dor das feridas mal tratadas…
Sofrer a ausência da mão amiga,
do corpo quente, do abraço louco, do beijo incontido!

Deixar-se SONHAR com o amanhã!
Com sua chegada no cavalo branco!
Com os cabelos desalinhados ao vento
e, os olhos profundos como o mar
quase saltando quando me vê…
Seus braços fortes vindo aos meus envolver
dando-me um carinho que é tudo que eu quero ter…

Nenhum comentário:

Postar um comentário