sexta-feira, 24 de junho de 2011

Saudade do que Sonhei Sem ter Adormecido


Sentir saudade… é recriar a vida…
É ter belas histórias para contar.
Retomar a linda estrada perdida…
Decifrar os doces mistério do mar.
Sentir saudade… é reviver o belo…
Aspirar o mais delicado perfume,
Reascender no peito o íntimo anelo,
Ter no coração esplendoroso lume.
Sentir saudade… é ouvir a voz amiga,
Voejar além do tempo e do espaço…
Cantarolando uma agradável cantiga,
Pressentir aquele caloroso abraço…
Sentir saudade… é restabelecer o amor
Em toda sua meiguice e grandeza…
Desprezar o ódio… e todo o rancor…
Perceber do afeto… toda a nobreza.
Sentir saudade… é te amar sempre…
Nos momentos que estás ausente,
Na distância… no desejo fremente…
E muito mais, quando estás presente!
Sentir saudade… é chorar simplesmente…
Escutando uma canção bela e comovente,
Esperar-te emocionado…. e impaciente…
É sorrir, quando te vejo em minha frente!…

Nenhum comentário:

Postar um comentário