segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Chorei Baixinho . . .




Chorei baixinho...
E a lagrima rolou...
Por entre o silêncio...
Que se fez triste em mim...

Onde a brisa da saudade...
Vestiu-me com os sonhos teus...

No corredor vazio da alma...
Invento-te e te chamo...
Desejo-te e te procuro...
Neste tudo que existe...
Entre mim e você...

Onde a esperança persiste...
Onde teu nome desenho agora...
Na lagrima que borrou este poema...
Que nasceu de uma emoção sentida...

Era uma lagrima de ternura...
Onde a brisa suave desta tarde...
Passa carinhosa...
Pra me falar de ti Amor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário