domingo, 10 de abril de 2011

Graças , acabou


Até que enfim acabou o Fim de Semana !!!!


Mais um dia começa
com os rumores da luta.
O chamado é para ir
para a grande labuta...

em uma semana a mais
dentro de um mês que segue.
A cama é boa pela manhã
mas logo se percebe...

algazarras dos pássaros.
Eles são pardais urbanos
em busca de alimentos
nas ruas, sem enganos...

São os restos de domingo
Para os filhotes no ninho.
Bom começo de semana...
com muito amor e carinho.

Estarei Sempre ao Seu Lado


Quando você sentir vontade de chorar,
não chore
Pode me chamar que eu choro por você.
Quando você sentir vontade de sorrir,
me avise
Que venho para nós dois sorrirmos juntos.
Quando você sentir vontade de amar,
me chame,
Que eu venho amar você.
Quando você sentir que tudo está acabado,
me chame,
Que eu venho lhe ajudar a reconstruir.
Quando você achar que o mundo é pequeno demais para suas tristezas,
Me chame,
que eu faço ele pequeno para sua felicidade.
Quando você precisar de uma mão,
me chame,
Que a minha é sempre sua.
Quando você precisar de companhia,
naqueles dias nublados e tristes,
Ou nos dias ensolarados, eu venho,
venho sim.
Quando você estiver precisando ouvir alguém dizer:
EU TE AMO!
Me CHAME que eu digo a você a todo hora.
Pois o meu amor é imenso.
E quando você não precisar mais de mim,
me avise,
Que simplesmente irei embora pensando em você!

Respostas 2

Se eu não sou o que penso ser,
nem também sou o que pensam que sou
E só existo desconhecido
nesse universo paralelo
entre o que penso ser
e o que pensam que sou
e o q realmente sou...
Talvez essa seja a graça da vida.
Esse paradoxo...
do que eu penso conhecer ,
ou do que pensam conhecer de mim...
Mas na verdade o que ninguém realmente conhece...
a essência que eu escondo dos outros
e até de mim...
E se eu for realmente assim...
alguém para mim,
ou eu,
um outro alguém para alguém,
ou alguém que nunca se saberá ao certo quem
Mas talvez essa será a grande surpresa...
o instinto...o alvoroço...
Talvez seja somente alguém que eu não sei ser...
Ou talvez essa seja minha alma...
talvez minha consciência...
ou talvez não seja nada disso...
Claro que eu sou um eu pra mim....
E um outro eu para o mundo ou eu para alguém.
Mas talvez não haja ninguém mais escondido debaixo da minha pele
como uma conspiração estranha do FBI...
E talvez tudo isso que eu escrevi seja uma grande besteira...
de alguém que fica muito irado
Que procura respostas para todas as besteiras que penso
e um pretexto para quebrar as regras da vida
E não ficar sozinho com meus pensamentos......
Esse alguém eu sei que sou.

Sem Sentido



Minha vida não foi sempre assim - sem sentido.
Eu não nasci desta forma – desnorteado.
Houve uma época em que tudo parecia estar em perfeita ordem,
uma época em que meus dias tinham cor
e o futuro parecia estar por vir.
Mas este tempo acabou no instante em que te vi.
Me apaixonei no momento em que te vi,
no instante em que ouvi tua voz,
no segundo em que senti seu perfume.
Mal sabia eu que doaria a ti minha alma
assim que tu tocasses minha mão.
Não sei porque, não sei de que forma –
só quando e como me apaixonei.
Paixão de verdade;
de corpo,
alma,
sonhos e
ilusões.
Nutri por ti os mais doces devaneios;
cultivei ao teu lado os mais singelos desejos;
por ti sofri a mais profunda dor
e derramei as mais sofridas lágrimas.
E elas ainda rolam pelo meu rosto
a cada vez que respiro e não estais ao meu lado.
Voce foi pra mim a perdição:
perdi o rumo por gostar de você;
perdi a vida ao ver-me sem ti.
Quem me dera saber por que tudo isso,
se não posso tê-la. Por que te chamo,
se não me ouves. Por que te quero,
se me ignoras. Por que te espero,
se nunca virás.
Se o que sinto não tem sentido,
menos sentido tem minha vida assim.

Domingo . . .



Domingo!
Gelado, dia cinzento
Parece que o mundo parou
Na solidão do meu quarto
Nem sei como agüento.
Tédio
Assistir um filme
Fico sonolento.
Tomo um copo d´agua
Para espantar a solidão
Aparece a saudade
A casa cheia!
As crianças correndo
Bolinho frito
De mão em mão
Hoje
Eu neste domingo.
Eu a solidão.
Cubro-me do frio
Descobrindo o vazio
Em minha solidão.
O tempo parado
E o minuano debochado
Assobia lá fora
Gelando minha alma
Procuro manter-me calmo
Mas...
Neste domingo.
Sinto um aperto no coração
Pois...
É... Somente
O domingo eu e a solidão!

Temores



Não consigo entender porque algumas pessoas insistem
em magoar outras. Parece que estas almas entram em
um transe profundo que demonstra um gozo transcendental
quando causam tristezas em outras.

Brigas por mesquinharias são as que mais entram em nossas
almas causando magoas incalculáveis. É nossa escolha ficarmos
magoados, mas é difícil quando parte das principais pessoas que
amamos ou tentamos ajudar. É ali que parte o golpe mais fulminante,
mais arrasador, mais destrutivo para dilacerar nossas mentes e gestos.

Ficamos assim vulneráveis, tristes, chateados com as atitudes daqueles
que em alguns momentos se dizem amigos, doces parentes que nos
envolve em palavras singelas, carinhosas. Mas ao lutar por aquilo que
acreditamos, por opiniões divergentes dilaceram nossas almas como
leões ferozes que buscam famintos o alimento de vossos corpos inúteis,
sem almas, sem brilhos nos olhares.

Causar a dor que nos é causada será a solução? Valerá realmente a lei do
¿Só se dá valor quando perde¿?

Sigo então, pensativo com meus temores e desavenças... 

Agressão



Não consigo entender.
Por mais chateado que esteja parece que me dói
mais ter devolvido a agressão sentimental da mesma
forma do que ter ignorado e deixado passar.

Só continuo mantendo a minha postura porque acredito
que algumas coisas precisam mudar, algumas coisas
precisam dar lugar a novas, novas atitudes, novos pensamentos.
Isso tudo não modifica o amor que sentimos pelas pessoas,
nossas opiniões não modifica a intensidade desse amor, do carinho,
das preocupações. Nada muda simplesmente, só muda
se este for o real desejo de nossos corações.

Nascemos, crescemos, vivemos. Se esta certa a ordem das
coisas porque algumas pessoas não compreendem que
evoluímos, mas sempre pra melhor. Não há como piorar algo que
lutamos para melhorar.

Meu coração carrega a dor da mágoa de meus familiares, mas também
leva dentro dele a esperança e o otimismo de que todos conseguirão
enxergar a verdade. E chegará o dia em que valerá mais a amizade,
o carinho, um olhar do que a sua aparência diante de algo inerte, sem
vida que apenas apresenta a casca, mas esconde completamente o
conteúdo. 

Morra !!!!


"Nós estamos acostumados a ligar a palavra morte apenas à ausência de vida e isso é um erro.
Existem outros tipos de morte e nós precisamos morrer todos os dias.
A morte nada mais é do que uma passagem, uma transformação.
Não existe planta sem a morte da semente, não existe embrião sem a morte do óvulo e do esperma,
não existe borboleta sem a morte da lagarta!
A morte nada mais é do que o ponto de partida para o início de algo novo.
É a fronteira entre o passado e o futuro.
Se você quer ser um bom universitário, mate dentro de você

o secundarista aéreo
que acha que ainda tem muito tempo pela frente não fazendo nada.

Quer ser um bom profissional?
 Então mate dentro de você o universitário
descomprometido que acha que a vida
se resume a estudar só o suficiente para fazer as provas.
Quer ter um bom relacionamento então mate dentro de você
 o jovem inseguro ou o solteiro solto
que pensa poder fazer planos sozinho, sem ter que dividir espaços,
 projetos e tempo com mais ninguém.
Enfim, todo processo de evolução exige que matemos o nosso
"eu"passado, inferior. E, qual o risco de não agirmos assim?
O risco está em tentarmos ser duas pessoas ao mesmo tempo,
 perdendo o nosso foco, comprometendo nossa produtividade
e, por fim, prejudicando nosso sucesso.

Muitas pessoas não evoluem porque ficam se agarrando ao que eram,
 não se projetam para o que serão ou desejam ser.
Elas querem a nova etapa, sem abrir mão da forma como pensavam ou como agiam. Acabam se transformando em projetos inacabados,
 híbridos, adultos "infantilizados".
Podemos até agir, às vezes, como meninos, de tal forma que não matemos virtudes de criança que também são necessárias a nós, adultos, como: brincadeira, sorriso fácil, vitalidade, criatividade etc.
Mas, se quisermos ser adultos, devemos necessariamente matar pensamentos infantis, para passarmos a pensar como adultos.
Quer ser alguém: líder, profissional, pai ou mãe,
 cidadão ou cidadã, amigo ou amiga, esposo, esposa,namorado,
namorada, melhor e mais evoluído?
Então, o que você precisa matar em si ainda hoje
 para que nasça o ser que você tanto deseja ser?

Pensamentos . . .



Quando estás longe,
Sinto falta de mim mesmo
O vale esta vazio, e eu ainda só.
Vejo o enfurecer das árvores, e não me rendo
O frio que estou vivendo, já não inibe meus pensamentos
Não tenho para onde ir
Só em você eu penso
Não tenho porque sorrir
Pois, é muito intenso
As sombras que vejo
Parecem quererem levar-me
Não perco os meus desejos
E nem me entrego sem lutar
Continuo passeando pela floresta dos mortos
E encontro o seu leito
Uma luz surge, atraindo o meu olhar
O corpo é levado
Meu espírito violado
Só o que me resta é esse ódio.
E uma lágrima para o próximo que adensar o seu caminho
LITTLE GIRL NADA PESSOAL,
DON'T NO CRY, DON'T NO CRY TONIGHT
Você sabe o quão à quero, e sei que você me quer.
Porque você não deixa de besteira e vem me ver ?
Você prefere se esconder, e isto está me machucando.
Tenho que me decidir, pois estou amargando-me.
Sei o que devo fazer, mas não consigo esquecer seus lábios descomunais, liso como as pétalas e úmidos como meus olhos.
Fecho os olhos e ainda sinto o calor de seu corpo junto ao meu.
E quando os abro lembro da realidade e de suas palavras que vieram como machados colossais às minhas costas...e tento esquecer.
Tento também compreendê-la, mas não basta
Eu preciso...
Eu quero...
Mostra-lhe outro caminho, mas...?
As vezes os caminhos mais fáceis são os que lhe proporcionará maior empecilho e se mesmo assim for o que realmente você quer então como seu amigo "c/ ou s/ vantagens"
Digo-lhe para que não desista, pois no final tudo acaba bem,
E se não está bom, fique tranqüila, pois ainda não acabou.
Sei que v. não liga pro mínimo que penso, também sei que v. me odeia
Mas eu não sei o motivo, que me faz insistir.
Acho que v. nunca vai entender...
Gostaria que soubesse o quão à valorizo, mas...vejo que não se importa 

RESPOSTAS



O que devo dizer,
Quando o que eu quero é estar perto de você?
O que devo fazer,
Quando as palavras já disseram o que deve saber? Quero te sentir, quero te abraçar,
Quero fugir, para contigo ficar,
Quero entender, quero te beijar,
Quero você, quero te amar.

A solidão também me aperta,
Estou no meu quarto e olho na janela,
Procurando respostas para minhas seqüelas,
E vejo você, é a esperança que me resta...

Cansei de palavras, quero real amor,
Chega de tormento, chega de dor,
Só quero você,
E o que tem para me oferecer...

Mas o que posso fazer?
Me responda se puder..
Te adoro, te curto,
E para mim é tudo no mundo...

Adeus ao passado,
Quero viver este presente
E o futuro ao seu lado.
O amor não está mais ausente...

Estou aqui, sedento por tua alma,
E bebo apenas a essência de ti,
Estou aqui, sedento por teu corpo,
E bebo apenas a minha imaginação...
As revelações surgem,
Ao lado de um amor muito maior...
E não me importo mais com isto,
Pois agora só espero de ti o melhor...

Acabou a tristeza, acabou a decepção,
Só resta a alegria dentro de meu coração
As pedras da vida servem como lição
Aprendemos com ela e não erramos mais não...

Ainda és perfeita dentro de mim,
A magia ainda é maior dentro de ti,
O momento é fabuloso, quero aproveitar...
E de suas palavras irei desfrutar...

Aos deuses agradeço,
Por esta princesa me presentear...
Obrigado pela minha vida participar...
Sei que não a mereço...

VOCÊ






Quem és tu, ladra de meus sonhos?
Quem és tu, que alimenta a minha alma?
Quem és tu, quem nós somos?
Quem és tu, que me tira a paz e a calma? É um anjo, que ainda não veio e já se foi...
É uma deusa, que manda em minha vida e em meu destino...
É um remédio, que curou a minha dor e a minha solidão...
É uma flor, que me trouxe a alegria e a esperança de felicidade...
Sou a ironia da vida,
O palhaço do mundo,
A alegria da tristeza,
Que me toca no fundo...
Entrego me ao tempo,
Mergulho nos mares da impaciência,
Sou criador do novo sentimento,
Que se fez nascer, e agora peço clemência.
Meu coração é como o fogo, arde em paixão...
Meu coração é como o vento, viaja por terras desconhecidas...
Meu coração é como a terra, me faz ficar enterrado no chão...
Meu coração é como a água, me inunda por inteiro e me fascina...
E agora? O que será de mim?
Fico aqui pensando em ti...
Trancado nas sombras da escuridão...
Na luz das trevas e olhando as minhas mãos...
O que quê eu fiz?
Não sei, pois não ainda pra vida vivi...
Não quero acordar, pois durmo em profundos sonhos,
E na perfeição dele, eternos somos...
Me sinto vazio, me sinto estranho,
Não posso dizer o que o coração quer falar...
Sou síndrome do inexistente, doença da paixão...
A vida é ingrata, não quer conspirar...
No jogo da vida, somos apenas peões
Movidos pela vontade que ela nos impõe.
Quero você, já não sei o que faço...
Cai numa casa, onde na minha vez eu passo...
A tranqüilidade chegou ao limite,
Entrei no jogo para ganhar...
Estou na casa da vitória ou derrota,
Mas não penso mais nisto,
Quero das coisas boas experimentar...
Quero do doce saborear...
Venha comigo brindar e comemorar...

Grãozinhos de Areia



Somos todos tão iguais e nos vemos tão diferentes! E quando nossos sentimentos se cruzam com o que lemos ficamos surpresos... Não somos os únicos a sentir dor; não somos os únicos a sentir medo, insegurança... não somos os únicos a temer o desconhecido, a sentir decepção, a chorar de tristeza, a ficar na dúvida, a não saber que decisão tomar e recear ter feito a escolha errada...

Sofremos mais porque nos vemos sós. Porque temos dificuldade em imaginar que outras pessoas passem por caminhos parecidos com os nossos. Porque nos fechamos no nosso quarto e em nós... nos sentimos tão miúdos que dificilmente imaginamos que fora da nossa janela outros seres sentem-se pequenininhos também, cada qual sozinho na sua dor e solidão.

A auto-piedade que nos devasta, assola milhares de eus espalhados por aí. Vistos do alto, somos apenas pequenos pontos, grãos de areia no mar da vida, tremendamente parecidos. E a chuva, quando rega a terra, não escolhe cabeça; o sol ilumina tudo por igual e a lua pode encantar qualquer um. Somos todos sim iguais na alma, na pequenez e na grandeza; Eu choro também, me comovo, morro um pouquinho a cada dia e renasço na minha fé.

Desanimo de vez em quando e ergo a cabeça logo depois; espero impaciente o nascer do dia e faço planos pro dia seguinte. Me faço mil perguntas para as quais não encontro respostas. Somos assim, tão iguais eu e você e tantos outros!... A prova disso é que você se identifica com o que digo. Se a emoção que aperta meu peito, aperta o peito de quem me lê, é porque somos feitos do mesmo barro.

E se posso ver e crer na vitória e ultrapassar meus limites é porque todo mundo, cada um pode. Podemos conjugar todos os verbos em todos os tempos! É verdade que o sol não nasce e não se põe pra nós no mesmo momento, mas isso não muda em nada a verdade de que somos assim maravilhosos e importantes grãozinhos de areia aos olhos de Deus.

. . .



Você havia me pedido para não te abandonar...
Eu prometi, eu tentei cumprir e não te perder...
Mas já não sei se é realmente o 
que deve ser feito, se é essa a maior
vontade existente em nosso ser...
dentro de você.

Fujo para o passado e começo a lembrar.
Momentos, ações, declarações... sentimento.
Perco tempo pensando e quando volto
ao presente eu vejo, tão claro...
tudo mudou, estamos em outro momento.

Sinto um aperto muito grande em meu coração.
Não posso explicar a dor, a estranha e
fria sensação.

Sinto vontade de chorar e de repente
ter uma fórmula mágica de fazer tudo
voltar como era antigamente...

Eu não queria te ver ir assim...
aos poucos, se dilacerando por inteira.
Eu não queria que termine,
pois o que vivemos hoje não é brincadeira...

Mas promessa é dívida, e eu prometi e
continuarei a te amar e tentar cumprir até o
dia em que você decidir de vez partir...

Abandono



Como a gente pode saber que um amor chegou ao fim?
Sempre pensei que amor nunca terminasse, 
afinal é sempre tão intenso.
Mas hoje temo por pensar de outra maneira, 
por enxergar além da linha do horizonte.


Como a gente pode imaginar que um amor pode minguar?
Paro para pensar e não consigo definir muito bem, 
mas o que sei é esse vazio, esse gosto ruim na boca
que hoje eu sinto.


Sempre pensei que não esqueceria, que não substituíria
e que meu amor para sempre te bastaria.
Continuo a pensar assim, mas já não possuo a 
certeza ingênua de um amor menino para
defender este pensamento.


Com que forças a gente pode deixar um amor ir embora?
Talvez nem seja porque queremos assim, 
as coisas na vida simplesmente acontecem. 
E assim como ele vem, ele vai.
Sem que a gente saiba muito bem
como começou e onde terminou.


Como? Como? Eu não sei, nem sei se dói. 
O que sei é esse vazio...
Esse gosto ruim na boca que hoje eu sinto.

Hoje sinto uma tristeza...

estranha tristeza.
Vem do fundo da alma
E invade todo o meu ser.

Hoje é somente mais um dia,
mais um dia triste que existiu
em meu viver.


Hoje me invade a solidão do mar e
o frio da neve... hoje a sensação
é de falta de chão, alguém que não
possui o coração.


Olho em volta e não tenho mais
em que crer, olho para minha vida 
e não há razão para viver... 
hoje eu não tenho mais você.


Hoje sou apenas eu, apenas metade. 
Sou música sem letra, noite sem lua,
justiça sem verdade...


Hoje sou apenas tristeza...
estranha tristeza...
sou eu me sentindo sem você... 
sou eu sem história...
sou eu sem porque...


Até lembrar do dia que eu te conheci...
eu estava me sentindo triste e perdido.
E  então, eu me encontrei em você.

Jamais poderia imaginar o quanto eu
me envolveria e muito menos que
loucamente me apaixonaria.


Pareceu um conto de fadas, algo
mágico sem explicação.
Nunca consegui entender.

No dia que te conheci...
Uma luz em mim se acendeu e
nunca mais se apagou.


Se alguém me dissesse tudo o que
iria sentir, certamente eu não
acreditaria, mas hoje eu sei o
quanto foi real tudo que vivemos.

No dia em que te conheci...
Dentro do meu coração você ficou
E de lá nunca mais saiu.


O dia que eu te conheci jamais
poderei esquecer, porque te 
esquecer é impossível...

E de repente olho para trás e vejo
que nosso amor foi lindo...

E vai ser para sempre lindo, mesmo
que não seja mais a mesma.
Mesmo que nunca mais me veja
em seu olhar como antes.

Um dia queria acordar e pensar
que a vida é fácil de se levar.
Amar, sonhar, viver...

Como se não existissem problemas para enfrentar.

Ter pelo menos por um minuto
o que o mundo tem de mais bonito.
Eu apenas não queria querer.
Eu iria ter, iria poder!


E se algum dia eu puder fechar meus olhos
e não pensar e nem sonhar com nada,
eu te teria novamente como antes do meu lado...

Mas não seria realizado, pois estaria
de olhos vedados e não poderia
enxergar você  .


Desculpe de todo coração
Se de alguma forma te magoei ; não é fácio amar assim ,
As vezes me perco em pensamentos
que nem de longe são reais ou se quer verdadeiros,

Em minhas loucuras ,
a única sanidade é te amar
Mesmo em momentos difíceis
só rezo a deus e peço que você não vá .

Meu Zelo

Minha cabeça agora é um emaranhado de informações e pesquisas , me sinto preso , e as paredes que me cercam , se fecham me espremendo contra a parede da obscuridão , onde só , eu grito para que me ajudem e mesmo sabendo ser inútil continuo , na esperança de ser atendido e sufocadamente continuo meu caminho por um vale escuro onde a tristeza me tem de mãos dadas .
As vezes paro no meio do nada  e começo a refletir : ___ do que me vale tudo que sou , tudo que sei se no meu maior firmamento , que é a paz , sou tão frágil e de certo modo desconheço o que seja força ; pois atrás da casca dura de concreto aparentemente  impenetrável , repousa um cálido rio de esperança , que em seu caminho repousa a tão sonhada Paz .
Onde este rio nasce não sei , porem o assoreamento contínuo tira a calma de seu manso regato , desvia suas águas e transforma a paisagem em volta, seu nome é tristeza , a mesma que a meu lado caminha ; mais a frente existe um grande paredão onde toda a água escoa por baixo e atravessa para o outro lado onde continua seu caminho sem intervenção desta tão ingrata companheira de viagem .
Assim , sempre caminhando em cima do muro olho e contemplo um lugar lindo e iluminado , onde sei que jamais porei os pés ; não por minha vontade ser esta mais a não compreensão de minhas tão elevadas funções e contínuas decisões me faz sentir a angustia de me aceitar como sou e assim me guardo destro de um mundo onde o certo é estar triste , e a alegria e a paz não passa de uma imagem ao por do sol , onde as vezes de tão perturbada minha mente se cansa e uma lágrima cai .
E em seu caminho encontra – se um chão estéreo onde sei que secará sem produzir frutos e nem se quer molhará meu rosto , pois o medo  de que a mesma trinque minha face e transpareça o que está contido em meu coração , a esperança , o amor e a compaixão .
As vezes já cansado de chorar , durmo e em meus sonhos lindas e compridas escadas me encaminham para um altar , como se fosse assim eu o sacrifício de mim mesmo , e minha felicidade implora –se para que eu pule do abismo que se segue após o altar , porem sempre hesito de faze – lo pois o medo e o comodismo me impedem de continuar e assim acordo , em meio a tristeza amiga e cada vez mais longe da tão esperada paz de espirito .
Sei que as vezes sou indulgente comigo mesmo , porem se assim não fosse ; poderia me culpar de tais crimes que seria melhor se minha mão não tivesse me dado a luz ; e longe de mim meu pensamento vaga , pois ele assim escolheu , ser um espirito livre em quanto o corpo padece em meio desta solidão em campo aberto em que me encontro .
Não do que vejo ou tenho não me parecem Ter proveitos ,tudo é tão sem graça que me acomodo a não sair do lugar por medo de que o pior aconteça , de que meus pensamentos se libertem e eu coloque minha própria existência em perigo por ser negligente comigo e aqueles que  me cercam .
Assim vivo , e assim morrerei ; diante do paraíso vivendo na solidão  . . .

Só Por Falar . . .


Procuro razão pra sorrir,
mas vejo o amor partir
mesmo sem querer ir...
E seu espaço deixado
nos corações, extirpado,
ocupado pelo desamor.
Retrato claro e falado
de que amar é difícil,
que doar-se é impossível,
pois quem ama, cuida,
dá-se, perdoa...não magoa,
divide, permite, admite...
Abençoa .
Amar dá trabalho.
Assim é que encaro.
E comparo com a realidade,
com a solícita sociedade,
solicitude mascarada,
sociedade estagnada,
a cruzar os braços
pra se privar do abraço.
Mantém-se calada
inibindo a palavra
num momento de dor
em que se faz necessária
uma simples palavra de amor...
Procuro razão pra sorrir,
fazer poemas alegres, rir,
mostrar um lado mais risonho,
correr atrás de um sonho,
despojar os versos enfadonhos...
Mas escrevo o que sinto e vejo.
E o que vejo, eu sinto...
Não desejo.

É Fácil se apaixonar por alguém, difícil é entender que na verdade, esta paixão nada mais é que uma deficiência latente de carinho, atenção e mudanças.
Toda dor, expectativa e sonhos se acabam no momento em que , ao acordar , os deparamos com a realidade gritante - somos o que somos , infelizes por nos guardarmos, por não podermos ser o que queremos - Felizes -
Felicidade . . . 

Nunca Fui . . . se fui foi a tanto tempo que ja se perdeu na memória . . .

Tenho sim, alegrias , e momentos Felizes  . . . 

O Primeiro amor, meu Casamento, O Nascimento de meus Filhos, O perdão de Meus Pais, enfim, por ai vai

Mas Como ser Feliz, ter enzimas percorrendo meu corpo diariamente, causando euforia, e bem estar contínuo . . . Isso sim pode ser considerado desconhecido .
Um minuto com você

Preciso de uns minutos com você...
A sós...
Ouvir a sua voz
bem perto...
Estremecer...
Sentir seu hálito quente
a arrebatar-me o momento
e num devaneio eloquente
pensar que faço parte de seu ser...
Preciso de uns minutos com você...
Longe do mundo...
Acima de qualquer querer...
Pôr sua mão em meu peito,
mesmo sem jeito...
Deixá-lo transparecer,
transcender...
Fazê-lo sentir meu coração
extasiado...
O frêmito de minha emoção,
desencadeado...
Amor e paixão!
Ficarei calada, hipnotizada...
Meus olhos falarão por mim;
eles sabem exatamente as palavras
que não conseguiria dizer...
Revelarão meu sentir...
Se acaso ouvir uma canção,
é minha alma a sorrir
solfejando o do, re, mi...
Apenas uns minutos com você
Será o bastante para perceber
desse meu amor, a imensidão...
E depois desse meu ato atrevido,
mesmo que não tenha entendido,
porei meus pés no chão...

Vamos pensar um Pouco


Quantos amigos você tem de verdade ? Ultimamente essa é a pergunta que mais me faço. Quando menor eu costumava ser rodeado de amigos e amigas, todos eram essenciais na minha vida. Dividia tudo com todos. As fofocas o lanche... as lágrimas, os melhores momentos da minha vida, e por que não os piores também. Mas, com o passar do tempo veio o desgaste, não de minha parte, bom, pelo menos eu não mudei minha forma de agir (assim espero). Sempre ligava, conversava dava apoio nas horas difíceis. Mas, o mais difícil em uma relação, tanto de homem e mulher, quando de amigos é que a cumplicidade deve ser mútua. Poder compartir os momentos, as dores e ajudar nos momentos difíceis não são para todas as pessoas.
Algumas, como diria a minha amiga Laís, as pessoas só querem o venha nós a vosso reino NADA.E assim, me desencastei, depois de ficar dias, semanas, meses, anos curando a dor de quem nominava de irmãos e irmãs, percebi que quando meu mundo caiu, hoje me vi sozinho. Os amigos já não me ligaram, e se ligam não me ouvem, contavam de suas vidas fúteis, brigas fúteis, e mais nada, nada de: como está? Quer minha ajuda? Um conselho?

É difícil renunciar a quem ama,digo isso por já ter feito essa escolha duas vezes. E muito mais díficil ainda é quando essa pessoa volta querendo novamente a sua amizade, e voltar, ou melhor tentar voltar tudo como era antes sem guardar ressentimentos. Infelizmente, ou felizmente, meu coração está quebrado pelos acontecimentos que se passou, e a falta de uma cumplicidade amiga bate, e bateu hoje mais forte. E aqui, aqui dentro do meu coração, posso dizer que não posso voltar a ser o mesmo de antes. Não posso voltar a ser amigo como antes, pois abri os olhos e vi que para a maioria das pessoas o amor e a amizade verdadeira não existe, mais sim uma troca de favores... uma troca de favores sentimentais se assim posso dizer.

Não estou dizendo a você que não creio mais no amor verdadeiro e nas amizades. Mas sim, que acredito que essas coisas são extremamente raras na nossa vida. O mundo é mal sim, como diz minha mãe . A maioria das pessoas são frias e crueis, só olham para si mesmas. E as vezes me pergunto se essa seria a forma certa de viver, se devo ser assim também. Então,olho para o céu, onde milhares de estrelas que estão a brilhar, e ali tomo por mim que a milhares de sonhos a serem cumpridos e que não vou desistir deles. O amor, o amor um dia vai chegar a esse pedaço de universo, chamado meu peito. E nesse dia, irei desfrutar o melhor sentimento do mundo . . .!