terça-feira, 31 de maio de 2011

Até que chegue a hora



Tudo podia terminar ali,
Você olhou para mim como se fosse a última vez
E eu não podia e nem queria aceitar isto.
Se eu pudesse salvar seu coração...
Tudo seria em vão?
Assisti... O que meus olhos viam,
O meu coração sentia.
A dor, a tristeza, a... Morte,
Parecia tudo tão surreal,
Um sonho mal compreendido do qual não acordara.
Você ali, os teus lábios sussurrando com as forças que lhe restava,
Mas eu ainda não te escutava.
Não pude sorrir para lhe dar uma esperança.
Somente chorei... Porque as lágrimas fugiram de mim,
Não vi, nem percebi.
O vento que atravessava era nostálgico como o pranto,
As folhas dançavam pelo local e parecia que dormiam ali, caídas.
Entre tudo o que podia pensar...
A vida, como continuá-la,
O futuro, como agora poderia ser.
Mas de tudo, pensei em não te deixar só... Te guardar, velar o teu sono,
Bem do teu lado.
Dar-lhe aconchego, amor, ternura, segurança...
Se ao menos eu salvasse o teu coração,
Teria sido em vão?
Eu ofereceria a minha vida no lugar da tua,
O meu coração no lugar do teu,
A minha alma em vez da tua...
Somente para te salvar por inteira...
Hoje, seria eu quem estaria ai, onde você está.
Hoje, seria eu quem dormiria profundamente.
Mas não sou eu, infelizmente.
Hoje, eu velo o teu sono, sem descanso...
Acordado até que chegue a hora de nos encontrarmos.

Teu rosto caiu



Sempre disse que eu te amava
E de tudo, o que mais me pesou foram estas palavras.
Não sei como você conseguiu fazê-las serem tão insignificantes,
Caindo dentro da minha mente sem mais significados,
Mas também elas não podiam mesmo serem mais nada... Como eu.

É um dia... Em que eu te esquecerei para sempre,
Mesmo sabendo que nunca mais estarei completo.
É um dia... Em que nunca mais vou me procurar,
Com medo de ainda te encontrar.

De todas as provações, eu sabia que nem o meu coração podia se salvar,
Tudo acabou como se nunca tivesse tido um começo...
O teu rosto caiu das minhas lembranças deixando um rastro de destruição
E eu nunca consegui ter os mesmos sonhos.
O quanto esta dor podia ser forte?
Eu não tinha consciência da faca que estava se enterrando no meu coração,
Vendendo a minha alma a este amor que não podia ter sido alimentado.
Mas...

É um dia... Em que você não será mais o meu passado,
Mesmo que as lembranças existam.
É um dia... Em que tudo passará sem eu perceber,
Com cicatrizes que aindam recordam.

Talvez o sorriso nunca mais faça parte da minha vida,
Pois você tomou o motivo da minha alegria.
Talvez nem as lágrimas mais escorrerão do meu olhar,
Pois todas elas já se foram com você.
As respostas que eu ansiei, agora, não terão mais sentido...

É um dia... Em que o meu coração voltará a bater,
Mesmo que não haja mais motivos.
É um dia... Em que o meu medo de amar não exista mais,
Mesmo que as experiências do amor seja torturantes.
É um dai... Em que... Tudo se resumirá no meu vazio,
Com medo de ser preenchido e somente restar a desilusão.

Sou assim mesmo


É tão engraçado,
Nunca pensei que sentiria isso.
É irônico ver como as coisas...
Se rearranjaram para eu sentir isso.
Não deveria ser somente algumas lágrimas?
Como sofrer por amor dói...
Acho que nunca vai curar,
Mesmo que eu me convença de que te esqueci,
Que eu me sinta indiferente ao te ver,
Que nem mesmo penso mais em você.
E é tão engraçado como sei que não é verdade,
Mas eu quero negar...
Sim! Eu quero acreditar nessa mentira,
Porque é tão mais acalmante, mais saudável... Para mim,
Pelo menos fingir um sorriso e me dizer "Está tudo bem"... Mas não está.
Também acho que o meu sorriso nunca mais será verdadeiro,
Sempre escondendo aquela ferida que me faz chorar por dentro.
Sou um tanto sarcátisco,
Eu estou alegremente triste,
Eu estou sorrindo com lágrimas,
Eu estou amando a maldita dor.
Eu podia sair com a fúria, com a raiva, com a revolta...
Algumas palavra poderiam te machucar mais do que uma faca afiada,
Mas eu sou tão sarcástico comigo mesmo
Que prefiro lhe ver feliz e eu, chorando...
Ah... Eu sou mesmo assim,
Uma pessoa com um coração cheio de tanto vazio.